Práticas letradas digitais na sala de aula

Sexta-feira, dia 6 de novembro, foi o dia de nosso encontro com a Profª Drª Fabiana Cristina Komesu, professora pesquisadora da Unesp, campus de São José do Rio Preto – SP.

A pesquisadora tem dedicado seu tempo a investigar as práticas digitais letradas em ambientes formais de ensino e aprendizagem a partir dos estudos de Letramentos (STREET, 1984; CORREIA, 2013; 2019) na perspectiva da Análise do Discurso, produzindo textos relevantes para professores como “Internetês na Escola” (publicado em coautoria com Luciani Tetani).

Durante o Focus 4 – “Letramentos Digitais e o professor de línguas”, Komesu, considerando o cenário atual, levantou questões que suscitaram a reflexão, como bem disse ela: incitando-nos à “atividade revolucionária que é pensar”.

Komesu apresentou os conceitos de letramentos, multiletramentos e letramentos digitais. Segundo a pesquisadora é fundamental que nossa prática letrada digital, como professores de línguas, esteja pautada numa concepção de língua para além da estrutura como uma prática social historicamente constituida e atravessada por relações de poder que não podem ser negligenciadas ou ignoradas.

Foi uma tarde de muita reflexão e partilha.

E quem perdeu? Bem, Komesu autorizou a gravação e disponibilizamos no canal Youtube do DALI. (Digitalidades para Aprendizagem de Língua Inglesa -grupo de pesquisa/ Ufac)

Aproveitem! https://www.youtube.com/watch?v=F6yXkLXsOiQ